Nutrição durante a Gestação

Nutrição durante a Gestação

Ginecologia

A gestação é um período de maior demanda energética considerando suas modificações corporais e metabólicas, além de alterações em aspectos emocionais e psicológicos, entretanto, é muito importante salientar que não é necessário se “alimentar por dois”, mas sim, comer em quantidade suficiente e adequada para essa fase da vida.

A gestante precisa de cerca de 300 calorias extras por dia, essas calorias deve vir de alimentos nutritivos que possam contribuir para o crescimento e desenvolvimento do bebê, que cresce rápido, especialmente na última fase da gestação (3º trimestre).

O ganho de peso na gestação fica subdividido da seguinte forma aproximadamente:

• 2,75 kg de músculos e gordura – Ela desenvolve mais músculos e gordura para ajudar seu corpo durante a gravidez.

• 1,1 kg de mama – As mamas aumentam de tamanho para preparar a produção do alimento do bebê.

• 0,9 kg de líquido amniótico – Líquido em que o bebê flutua e cresce.

• 3,4 kg do feto – Peso médio do bebê.

• 1,5 kg extra de sangue e fluídos – O corpo produzirá mais sangue para garantir a oferta de mais nutrientes e oxigênio ao bebê.

• 1,1 kg de útero – Aumento do volume uterino em 20 vezes para assegurar o crescimento do bebê.

• 0,7 kg de placenta – Este órgão é formado durante a gravidez para ajudar a passagem de nutrientes da mãe para o bebê. Resíduos formados pelo bebê passam para a mãe através da placenta.

As futuras mamães devem ficar atentas a hidratação, consumo de fibras, frutas e vegetais, além das boas fontes de proteína e gordura, pois são nutrientes importantes para o bom desenvolvimento do bebê.

Além disso, a dieta materna inadequada com excesso de consumo de gorduras e açúcares, por exemplo, pode aumentar a predisposição de doenças como hipertensão, diabetes ou obesidade.

A gestação traz mudanças no organismo materno que alteram a digestão e o hábito intestinal e aumentam a necessidade de nutrientes, principalmente de energia, de vitaminas e minerais, tais como Vitaminas A, C, D e E, ferro e zinco.

Deve- se evitar o consumo de bebidas alcoólicas, ovos crus e carnes cruas ou malpassadas (peixes, aves, suíno e bovino), assim como o leite e queijos não pasteurizados, que podem conter microrganismos que interferem no desenvolvimento da gestação.

Algumas situações são comuns durante a gestação, e estão diretamente ligadas a alimentação.

• Náuseas na gestação: Um sintoma muito comum durante o primeiro trimestre da gestação é a sensação de náuseas ou enjoo, que pode vir ou não acompanhado por vômito, regurgitação e azia. Essa sintomatologia ocorre principalmente pelas alterações hormonais, porém, deficiências nutricionais, como de vitaminas do complexo B, também podem contribuir para esse quadro.

Dicas que podem ajudar no controle das náuseas:

• Aumentar o fracionamento da dieta;

• Evitar alimentos muito gordurosos ou condimentados;

• Evitar grande volume de comida em um único momento;

• Manter hidratação adequada;

• Preferir alimentos sólidos e líquidos gelados;

• Em alguns casos sob orientação médica pode ser utilizado intervenções com antieméticos.

• Obstipação intestinal: Durante a gestação é frequente a queixa com o problema de obstipação. Isso ocorre porque modificações fisiológicas que acontecem durante a gestação faz com que a musculatura lisa do sistema digestivo fique menos ativa, acarretando na lentificação do trânsito intestinal, resultando por um lado em maior aproveitamento de nutrientes e absorção de água, contudo, por outro lado aumenta a predisposição à constipação intestinal.

Algumas estratégias nutricionais podem ajudar a regular esse fluxo intestinal alterado sem necessidade do uso de medicamentos:

• Lembre-se de beber água constantemente ao longo do dia;

• Evite ficar mais de 4 horas sem se alimentar;

• Consuma mais fibras (sempre acompanhado de líquidos);

• Consuma frutas laxativa em forma de salada de frutas ou vitaminas;

• Alguns casos podem ser recomendados probióticos e prébioticos;

• Aquelas mães que não apresentem restrição médica devem realizar atividade física regular (com orientação profissional).

*Dr. Ricardo Cesar Mazetto CRM/PR 24044 RQE 21088 RQE 18765