Lesão Ligamentar do Tornozelo

Lesão Ligamentar do Tornozelo

Ortopedia

Como ocorre a Lesão Ligamentar do Tornozelo?

Quase todos nós, em algum momento da vida, já sofremos torções no pé e/ou tornozelo. As entorses podem ter sido simples e sem maiores repercussões. Também podem ter sido entorses graves, que necessitaram de atendimento médico, imobilização ou outro tipo de tratamento.

A prática de esportes é parte importante das atividades para manter uma vida saudável. Porém não é raro que as pessoas acabem sofrendo algum tipo de lesão durante a prática destas atividades. Um dos tipos mais comuns são as lesões do tornozelo “torção” (entorse de tornozelo). Representam 40% de todas as lesões esportivas. A lesão pode resultar tanto em fraturas, seja simples ou graves, quanto em lesões ligamentares e de tendões.

O que maioria das pessoas não sabe é que as torções do tornozelo sempre acarretam algum grau de lesão nos ligamentos. Essa lesão pode variar entre um simples estiramento até a ruptura total. Felizmente, a grande maioria das lesões ligamentares do tornozelo são tratadas de maneira conservadora, ou seja, não cirúrgica.

Tratamento na fase inicial

Ocorrida à entorse, seguem-se os sinais da reação inflamatória: dor, inchaço e perda da capacidade de suporte de peso. Por este motivo, independente da severidade da entorse, deve-se proteger, elevar e colocar gelo no tornozelo. Orienta-se 20 minutos, sem contato direto com a pele. Imobilização com bota (tipo robofoot, facilita a higiene). O uso de um par de muletas e a retirada total do peso no membro afetado pode ser necessário.

Cirurgia dos Ligamentos do Tornozelo

Quando operar?

Acontece que, em aproximadamente 10% dos casos de entorses grave, o paciente permanecerá com alguma sequela, mesmo tendo sido tratado adequadamente. Este grupo de pacientes pode manifestar dor constante, inchaço no tornozelo e/ou pé e instabilidade, ou seja, perdem a confiança no tornozelo para atividades físicas ou esforços comuns do dia-a-dia e podem sofrer novas torções com frequência.

A cirurgia consiste na reconstrução dos ligamentos lesados. Atualmente, a mais utilizada é chamada de cirurgia de Brostrom- Gould.

Também poderá ser realizado o procedimento cirúrgico pela via artroscópica com características minimamente invasivas.

O procedimento é bastante simples, pouco doloroso e com excelentes resultados pós-operatórios na maioria dos pacientes.

Pós-operatório

O período de convalescência aproximado é de 6 semanas, e já a partir da quarta semana de pós-operatório inicia a reabilitação fisioterápica. Estará apto a caminhar sem imobilização a partir da 45 dias após a cirurgia e o retorno às atividades esportivas de impacto (futebol, por exemplo) é permitido após 3 meses.

Dr. Roberto Melo de Souza Filho I CRM/PR 16846 . RQE 11297